quarta-feira, 13 de maio de 2009

EVERT, Chris (EUA, Ténis)

Christine Marie Evert, nascida a 21 de Dezembro de 1954, em Fort Lauderdale (EUA), foi uma das maiores tenistas norte-americanas de todos os tempos e uma das melhores de sempre da história do ténis feminino mundial.
Durante 13 anos consecutivos, entre 1974 e 1986, Chris Evert ganhou sempre, pelo menos, um título do Grand Slam (num total de 18), revelando uma longevidade e regularidade exibicional impressionantes, facto este que constitui, aliás, um recorde, não apenas na história do ténis feminino, mas também na história do ténis mundial.
Em 18 anos de carreira profissional, mais concretamente, entre 1972 e 1989, Chris Evert esteve presente em 57 edições de torneios do Grand Slam e, apenas, por 4 vezes não chegou às meias-finais das respectivas edições! Na verdade, não há mais nenhuma tenista na história da modalidade com uma tão longa e bem sucedida campanha ao mais alto nível.
Ao longo da sua brilhante carreira, Chris Evert conquistou um total de 158 (!) títulos em singulares (foi ainda finalista vencida em mais 72 torneios), dos quais 18 foram obtidos em torneios do Grand Slam (mais 3 vitórias em pares), os quais se indicam a seguir: 7 vitórias em Roland Garros (constitui um recorde deste torneio), em 1974, 1975, 1979, 1980, 1983, 1985 e 1986; 6 vitórias no Open dos Estados Unidos (4 delas consecutivas), em 1975, 1976, 1977, 1978, 1980 e 1982; 3 vitórias em Wimbledon, em 1974, 1976 e 1981; duas vitórias no Open da Austrália, em 1982 e 1984.
Ao longo de 18 anos de uma carreira recheada de sucessos, Chris Evert foi também, naturalmente, "número um mundial" durante 5 anos. Entre 1973 e 1979, Chris Evert ganhou 125 encontros consecutivos em terra batida (piso onde se formou como jogadora), de facto, a sua superfície preferida, na qual demonstrava uma maior superioridade perante as suas adversárias, embora também conseguisse impôr-se nos outros pisos.
A sua rivalidade com a tenista checa (mais tarde, naturalizada norte-americana) Martina Navratilova ficou famosa e os seus duelos ficaram para a história da modalidade. Com efeito, entre 1973 e 1988, as duas tenistas defrontaram-se em 80 ocasiões, com a vantagem a pertencer a Navratilova, por apenas 6 vitórias de diferença, mais concretamente, por 43-37.
Em 1989, quase a completar 35 anos, Chris Evert despede-se do ténis com um palmarés fabuloso, deixando, atrás de si, uma marca de classe e um registo de vitórias difíceis de igualar.

Um comentário:

Jean Carlo disse...

Hola. Mi página "Fanáticos por el fútbol" se está renovando, prepárate para el gran cambio que está por venir, este 1 de junio verás el cambio de mi página porque cumple un año. Saludos.

www.amantesalfutbol.blogspot.com

Te espero el 1 de junio

Cualquier pregunta sobres los grandes cambios déjenme un comentario en : www.lomejordelecuador.blogspot.com