segunda-feira, 30 de agosto de 2010

JORDAN, Michael (EUA, Basquetebol)

Michael Jeffrey Jordan, nascido a 17 de Fevereiro de 1963, no estado norte-americano da Carolina do Norte, foi um dos maiores basquetebolistas norte-americanos de todos os tempos, sendo, inclusivamente, considerado o melhor de sempre da História do basquetebol.
Em 1982, então com 19 anos, Michael Jordan sagrou-se campeão da NCAA, ao serviço da Universidade da Carolina do Norte, sendo logo a seguir chamado a representar, pela 1ª vez, a selecção norte-americana, participando, em Genebra (Suíça) e em Budapeste (Hungria), numa prova destinada à comemoração do cinquentenário da FIBA.
Dois anos mais tarde, em 1984, Michael Jordan é convocado para a selecção dos EUA que vai disputar o torneio olímpico de basquetebol nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. É precisamente neste torneio que Michael Jordan mostra ao Mundo as suas fantásticas qualidades de autêntico fora de série.
Com efeito, nos Jogos Olímpicos de 1984, Michael Jordan salta definitivamente para a ribalta, fazendo, já nessa altura, prever que se iria tornar, a curto prazo, no melhor basquetebolista do século XX.
Nos Jogos de Los Angeles, este jogador de 1,98 metros e 89 quilos, marcou uma média de 17,7 pontos por jogo, tendo-se destacado pela rapidez, habilidade, inteligência, espírito competitivo e poder de salto. Os seus inigualáveis voos em direcção ao cesto passaram a ser a sua imagem de marca, cuja característica lhe deram o apelido de "air Jordan"!
Na final do torneio olímpico, os EUA venceram facilmente a Espanha por um resultado esmagador de 96-65 e Michael Jordan sagrava-se, assim, pela 1ª vez, campeão olímpico, cuja proeza iria repetir 8 anos mais tarde.
Em 1983 e 1984, Michael Jordan foi eleito o melhor jogador do ano da modalidade pela prestigiada revista Sporting News e designado para o All American First Team.
Após os Jogos Olímpicos de Los Angeles, Michael Jordan aderiu ao profissionalismo, entrando na famosa NBA em representação dos Chicago Bulls. Durante 9 épocas consecutivas, entre 1985 e 1993, Michael Jordan bateu um número impressionante de recordes e projectou os Bulls para 3 títulos da NBA consecutivos, em 1991, 1992 e 1993.
No final deste último ano, Michael Jordan retirou-se temporariamente da competição. Um ano antes, nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, Michael Jordan voltou a sagrar-se campeão olímpico da modalidade, integrando o célebre Dream Team dos EUA, cuja equipa passeou toda a sua classe e superioridade em Barcelona, batendo na final do torneio a Croácia por 118-85.
Após uma breve pausa de pouco mais de um ano, na qual viveu, durante 17 meses, uma experiência pouco feliz no Basebol, em Abril de 1994 (já na 2ª metade da época), Michael Jordan regressou ao basquetebol e ao Chicago Bulls.
Ao contrário do que, eventualmente, se poderia pensar, aquela curta paragem não retirou a Michael Jordan quaisquer das enormes qualidades que o notabilizaram como basquetebolista de craveira excepcional. A comprovar esta afirmação, está o facto de, uma vez mais, "air Jordan" ter levado os Bulls à conquista de mais 3 títulos consecutivos da NBA , em 1996, 1997 e 1998, elevando, assim, para 6 o número de títulos conquistados na mais competitiva liga mundial de desportos colectivos.
Em 1999, então com 36 anos, Michael Jordan abandonou definitivamente o basquetebol, encerrando uma fantástica carreira que o coroou como o maior basquetebolista do mundo do século XX. As marcas e os recordes alcançados por "air Jordan", ao longo de uma brilhante carreira de 15 anos na NBA, ficam para a eternidade. Vejamos, então, o incrível palmarés do atleta que chegou a ser, nos anos 90, o desportista mais bem pago do mundo:
- 6 títulos da NBA (1991, 1992, 1993, 1996, 1997 e 1998);
- bicampeão olímpico de basquetebol (1984 e 1992);
- 10 vezes o melhor marcador (7 delas consecutivas) da NBA;
- 5 vezes MVP da NBA e 6 vezes MVP das finais;
- 13 vezes seleccionado para o All Star Game (3 delas MVP);
- 1º e único jogador a realizar um triplo-duplo no All Star Game;
- média de 21,1 pontos por jogo no All Star Game;
- 3041 pontos obtidos numa época;
- 69 pontos obtidos num jogo e 63 pontos obtidos numa partida dos play-offs;
- média de 32 pontos no total de jogos efectuados e média de 41 pontos por jogo numa final;
- 23 pontos consecutivos obtidos numa partida;
- 17 assistências num encontro, 10 roubos de bola num jogo e 6 desarmes de lançamento numa partida.
Michael Jordan ainda regressou à NBA, 1º como dirigente e co-proprietário dos Washington Wizards, depois como jogador da equipa, tendo realizado duas épocas em que, embora não rendendo o mesmo de outros tempos, jogou, ainda assim, a um nível elevado.

4 comentários:

Fluzão Eterno disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
obrigado e parabéns pelo seu blog:
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão Eterno blycurg

ALEXANDRE disse...

Caro amigo. Já coloquei o link do seu blogue no meu. Pode também colocar o link www.coleccionadordesportivo.blogspot.com no seu blogue. Obrigado pelo interesse e atenção dispensada. Cumprimentos cordiais, Alexandre Ribeiro.

Net Esportes disse...

simplesmente o maior de todos.

Net Esportes virou livro, confira em:

Livro Net Esportes

Miguel disse...

Olá

Podemos fazer uma troca de links?

Já coloquei o v/ site no meu, na area de Links Amigos (http://www.jogosde-futebol.com/Links.asp)

O meu site "http://www.jogosde-futebol.com/" está a começar, e pretende eleger os melhores jogos de futebol da história do Brasil, de cada ano, e de cada time, etc...

O Link é: http://www.jogosde-futebol.com/
Titulo: Jogos de Futebol

Abraço